terça-feira, 25 de novembro de 2008

Importância do Ensino

Desde o começo da história do relacionamento de Deus com o povo hebreu, pode-se perceber que havia uma ordenação, da parte de Deus, para que o seu povo o conhecesse melhor, soubesse o que agradava e o que desagradava a Ele. Moisés foi um dos primeiros grandes professores, pois foi o responsável por receber as instruções divinas e ensiná-las ao povo. Tudo que Deus queria era que o povo lhe fosse fiel e que não errasse o caminho. O que se sucedeu foi que o povo, rebelando-se, não quis ouvir os bons conselhos, indo cada um por seu caminho. Isto trouxe destruição aos desobedientes, sendo isto muito pesaroso a Deus.
Todos os profetas foram, acima de tudo, ensinadores. Exortavam o povo a voltar para Deus, apontavam onde estavam os erros, traziam as ordenações do Senhor. Lembrava o povo de tudo àquilo que Deus tinha feito por eles. Mas Jesus foi o maior mestre, sem dúvidas. Usava situações cotidianas, comuns ao povo, para ensinar as grandes verdades de Deus. Ensinava a todos, indiscriminadamente: ricos, pobres, velhos, jovens. Após Cristo ter sido crucificado e ter ressuscitado, os apóstolos foram os encarregados de ensinar os seus discípulos. Pedro, Tiago, João e Paulo, inclusive, escreveram diversas cartas, sendo que algumas foram destinadas a certas igrejas, enquanto outras tiveram um âmbito de circulação mais amplo, servindo a várias igrejas, em diversos lugares.
Quais eram os objetivos destas cartas? Ensinar a correta doutrina, ensinar como defender sua fé, alertar sobre falsos mestres e ensinos, exortar os irmãos quando eles estavam dando lugar ao pecado, fortalecer a fé, consolar uns aos outros, explicar o que ainda está por vir, evidenciar o amor e a graça de Deus para conosco. Este conhecimento da Palavra é muito louvado pela própria Bíblia. Salomão escreveu muito acerca das maravilhas e das bênçãos recebidas de Deus por conhecer Sua lei. O livro de Provérbios é cheio destes escritos.
Durante toda a história da Igreja, o ensino teve um papel muito importante na vida cristã. Mas houve um período onde a Palavra tinha sido deixada de lado pelas pessoas. Apenas as autoridades eclesiásticas, diziam, eram os únicos que tinham a capacidade de interpretar corretamente as Escrituras e, assim, ensinar o povo. No século XVI, porém, com a Reforma Protestante, a Bíblia voltou a circular entre as pessoas, tornando o conhecimento dela mais amplo aos leigos. E em 1780, na Inglaterra, Robert Rikes fundou a primeira Escola Bíblica Dominical (EBD), que na época tinha o objetivo de ensinar as crianças pobres e delinqüentes da sua cidade. No Brasil, a primeira EBD teve início em 1855, fundada pelo missionário Robert Kalley e sua esposa, em Petrópolis, RJ.
Mas e hoje? Será que o ensino bíblico ainda é importante para o cristão? Evidente que sim. As necessidades que nós temos são as mesmas que qualquer pessoa, em qualquer tempo tem no que concerne ao conhecimento do ser e da vontade de Deus. E é ainda mais importante, porque na sociedade contemporânea há um pluralismo de religiões, crenças e filosofias que, se os cristãos não estiverem devidamente informados sobre o que crêem, ficarão confusos, podendo até mesmo enfraquecer sua fé, darão péssimo testemunho, não saberão evangelizar e aceitarão um sem-número de doutrinas estranhas à Verdade do Evangelho.
Quando conhecemos as Escrituras, elas nos levam a abandonar o pecado em nossas vidas e a praticar a justiça. Sabemos quem realmente é Deus, e o que Ele espera de nós, e o que Ele pode fazer por nós. Sentimos prazer em seguir seus mandamentos, confiamos na sua suficiência; somos mais submissos aos atos providenciais Dele. Entendemos que precisamos de Cristo, confiamos Nele e nos desperta um grande desejo pelo seu retorno. Aprendemos que não sabemos nem mesmo orar sem a ajuda do Espírito Santo, quanto mais saber pelo que orar. Descobrimos que promessas estão disponíveis para nós, e como podemos pleitear tais promessas. Conhecendo melhor as Escrituras, sabemos a real utilidade das boas obras e qual o seu lugar na vida do cristão. Aprendemos obediência. Aprendemos que não devemos nos apegar às coisas do mundo. Sabemos contra o que devemos lutar. Enfim, o estudo da Palavra de Deus nos dá alegria, ensina-nos a amar e nos ensina que a fonte destes está em Deus.
Será que a Escola Bíblica Dominical é importante nos Dias de Hoje?
Como podemos manter um relacionamento com Deus se não buscamos conhecê-lo? Assim como o alimento físico mantém nosso corpo, devemos nos alimentar diariamente da Palavra de Deus, a fim de que não nos tornemos ‘anoréxicos espirituais’.
Rita Léa Siqueira
“E será que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus;” Dt 28:1-2

5 comentários:

Elvira disse...

Oi tô morrendo de saudades

que bom que agora posso passar por aqui e aprender um pouco mais com vc

beijosss

Virinha

Cleide Eurich Sohn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
maria disse...

parabens pelo seu blog ele é otimo. Continui assim. Bjusss

Gizelda disse...

EU TENHO QUE FAZER UM CULTO NO DIA 23 DE DEZEMBRO E EU QUERO UMA PROGRAMAÇÃO E UMA PEÇA PARA APRESENTAR NA IGREJA. ME AJUDE POR FAVOR EU NÃO ACHEI NADA E NÃO SEI O QUE FAZER!!!
BEIJOS...

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, estive a ver e ler algumas coisas,
reparei que aqui há uma pessoa artista,e como aprecio pessoas com arte
fiquei mais um pouco para ver melhor.
Posso dizer que gostei do que li e vi desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.